Você está aqui: Home » Notícias » Do ouro ao ferro, minérios são imprescindíveis em nosso dia a dia

Do ouro ao ferro, minérios são imprescindíveis em nosso dia a dia

Compartilhe no:

Entenda porque a mineração é essencial para a sociedade brasileira Presentes da natureza, os metais como ouro, prata e cobre e muitos outros são essenciais à sociedade moderna. Além de se tratar de uma atividade econômica de suma importância, em função da geração de empregos, arrecadação de impostos e exportação de produtos, os materiais obtidos […]

Do ouro ao ferro, minérios são imprescindíveis em nosso dia a dia
Do ouro ao ferro, minérios são imprescindíveis em nosso dia a dia

Entenda porque a mineração é essencial para a sociedade brasileira

Presentes da natureza, os metais como ouro, prata e cobre e muitos outros são essenciais à sociedade moderna. Além de se tratar de uma atividade econômica de suma importância, em função da geração de empregos, arrecadação de impostos e exportação de produtos, os materiais obtidos por meio da transformação de minérios, estão presentes em praticamente qualquer atividade da vida moderna. 

A mineração é a atividade industrial que transforma minérios em produtos de utilidade para a sociedade. A atividade gera impacta o meio ambiente, mas quando praticada em conformidade com as práticas ambientais, esse impacto pode em muito ser minimizado. Se por um lado todos se preocupam em manter a integridade do meio ambiente, é fato que poucos estão dispostos a abrir mão do conforto dos produtos obtidos por meio da mineração.

Segundo dados da Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, uma pessoa consome direta ou indiretamente cerca de 10 toneladas/ano de produtos do reino mineral, abrangendo 350 espécies minerais distintas. A construção de uma residência é um exemplo desta diversidade.

 

Elemento construtivo Principais substâncias minerais utilizadas
tijolo argila
bloco areia, brita, calcário
fiação elétrica cobre, petróleo
lâmpada quartzo, tungstênio, alumínio
fundações de concreto areia, brita, calcário, ferro
ferragens ferro, alumínio, cobre, zinco, níquel
vidro areia, calcário, feldspato
louça sanitária caulim, calcário, feldspato, talco
azulejo caulim, calcário, feldspato, talco
piso cerâmico argila, caulim, calcário, feldspato, talco
isolante – lã de vidro quartzo e feldspato
isolante – agregado mica
pintura – tinta calcário, talco, caulim, titânio, óxidos metálicos
caixa de água calcário, argila, gipsita, amianto, petróleo
impermeabilizante – betume folhelho pirobetuminoso, petróleo
pias mármore, granito, ferro, níquel, cobalto
encanamento metálico ferro ou cobre
encanamento PVC petróleo, calcita
forro de gesso gipsita
esquadrias alumínio ou ligas de ferro-manganês
piso pedra ardósia, granito, mármore
calha ligas de zinco-níquel-cobre ou fibro-amianto
telha cerâmica argila
telha fibro-amianto calcário, argila, gipsita, amianto
pregos e parafusos ferro, níquel

 

No Brasil, a mineração surgiu quando o país era uma colônia portuguesa. Ao longo da nossa história, foram registradas inúmeras descobertas de depósitos minerais em todo o Brasil, fundamentais para o processo de industrialização e progresso do País.

Hoje, com o meio ambienta no centro das preocupações mundiais e a disponibilidade de novas tecnologias, a atividade está a cada dia mais cercada de controle e recuperação ambiental. Ao contrário do que muita gente acredita, outras atividades econômicas, como a agricultura e a implantação de infraestrutura urbana, afetam mais os ecossistemas do que a mineração. 

Fato é que a indústria mineradora apresenta maiores possibilidades de gestão do risco e facilidade de fiscalização por parte do poder público. E quanto mais ela se moderniza o seu controle se torna mais efetivo, mais sustentável a atividade se torna.