Você está aqui: Home » Notícias » Serra Pelada: 40 anos de ouro, sonhos e esperança

Serra Pelada: 40 anos de ouro, sonhos e esperança

Compartilhe no:

Há 40 anos, em 1979, a descoberta acidental de uma pepita de ouro despertou no Brasil uma nova corrida do ouro. Serra Pelada entrou no radar de milhares de brasileiros que sonhavam em fazer fortuna. Cerca de 110 mil garimpeiros passaram por ali, extraindo mais de 50 mil toneladas de ouro. Juntos deram vida a […]

Serra Pelada: 40 anos de ouro, sonhos e esperança
Serra Pelada: 40 anos de ouro, sonhos e esperança

40 anos, em 1979, a descoberta acidental de uma pepita de ouro despertou no Brasil uma nova corrida do ouro. Serra Pelada entrou no radar de milhares de brasileiros que sonhavam em fazer fortuna. Cerca de 110 mil garimpeiros passaram por ali, extraindo mais de 50 mil toneladas de ouro. Juntos deram vida a uma lenda que ainda hoje faz brilhar os olhos de quem sonha com a riqueza do metal. 

WhatsApp-Image-2019-12-16-at-07.45.54-1

Image 1 of 42

Serra Pelada ainda hoje é considerado o maior garimpo a céu aberto do mundo. A mina ficou em operação até 1992. Quarenta anos depois a mina está submersa por águas contaminadas, formando um lago de mais de cem metros de profundidade. Há muito tempo o ouro não é mais encontrado por ali, mas um punhado de garimpeiros ainda vive na região e se recusa a partir sem antes realizar o sonho de enriquecer.

Apogeu 

O auge do garimpo em Serra Pelada aconteceu de 82 a 86. A primeira pepita foi encontrada em dezembro de 79 por um vaqueiro da fazenda do velho Genésio. A notícia correu o Brasil e, entre fevereiro e março de 80, mais de 30 mil homens chegaram ao local em busca do ouro. A princípio o metal era só na Grota Rica, um curso d´água que dava pepitas na raiz do capim, nem precisava cavar quase nada. Logo foi encontrado um dos maiores depósitos de ouro do mundo logo ali ao lado, dando origem a Serra Pelada.

Um formigueiro de homens estava se formando. Começaram a descer os barrancos e bastava chegar e demarcar o seu espaço para ser o dono da área. Diariamente, sem folgas aos sábados ou domingos, dali sacos de terra com pó de ouro e muitas pepitas, fazendo a fortuna de muita gente e tornando a região famosa em todo o mundo. Um momento que entrou para a história  foi quando a cantora Rita Cadillac, musa da época, fez um show para os garimpeiros que trabalhavam na mina.

Três meses após a descoberta do ouro, os militares brasileiros assumiram as operações para impedir a exploração dos trabalhadores e os conflitos entre garimpeiros e proprietários. A partir desse momento, os garimpeiros só poderiam vender o minério extraído para o governo. Ao lado dos barrancos, havia um guichê da Caixa Econômica Federal, onde o ouro era pesado e o pagamento feito em dinheiro. 

Decadência

A mineração foi abandonada quando o poço se inundou, impedindo uma maior exploração. Serra Peladapermaneceu fechada desde então, restando no local apenas um lago poluído. Segundo alguns geológicos ainda pode haver 20 a 50 toneladas de ouro enterrado sob o lago.

Em 1992, o governo brasileiro declarou Serra Pelada como uma reserva histórica nacional, encerrando qualquer possibilidade de análise legal do solo. Porém, em 2002, o Congresso brasileiro anulou essa decisão e deu aos mineiros o título do poço original e da área ao redor.

Em 2012, depois de permanecer intocada, uma empresa cooperativa brasileira recebeu uma licença de exploração, retomando as esperanças de encontrar o ouro que ainda resta escondido na Serra Pelada. Mas de concreto mesmo, hoje o que resta são camadas de lama, histórias e sonhos.