Você está aqui: Home » ABRAMP » ANM realiza leilão de ouro, diamantes e esmeraldas apreendidos

ANM realiza leilão de ouro, diamantes e esmeraldas apreendidos

Compartilhe no:

A Agência Nacional de Mineração (ANM) realizará, em São Paulo, no dia 7 de agosto, um leilão de barras de ouro, diamantes, esmeraldas e até joias. Os bens minerais são provenientes de fiscalizações e apreensões de lavra e comércio ilegal feitas pela Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Receita Federal e pela própria ANM. São 59 […]

A Agência Nacional de Mineração (ANM) realizará, em São Paulo, no dia 7 de agosto, um leilão de barras de ouro, diamantes, esmeraldas e até joias. Os bens minerais são provenientes de fiscalizações e apreensões de lavra e comércio ilegal feitas pela Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Receita Federal e pela própria ANM. São 59 lotes com valores iniciais que vão de R$ 106 a R$ 475 mil. O edital foi publicado na terça-feira (23), no Diário Oficial da União, e está disponível no site da ANM.

De acordo com informações da Agência, ouro em estado bruto, barra de ouro fundido, esmeraldas e diamantes (brutos e lapidados), águas marinhas, quartzo fumê, topázios, zircônias e até colares e anéis de ouro fazem parte do leilão – apto para pessoas físicas e jurídicas.

“Em lotes que têm diamantes não é necessário estar inscrito no Cadastro Nacional de Comércio de Diamantes (CNCD) para participar. Mas se o comprador desejar comercializar o diamante arrematado em bruto deverá estar inscrito no CNCD e, se quiser exportá-lo, deverá requerer o Certificado Kimberley junto à ANM”, disse o órgão em nota.

Este é o primeiro leilão que a ANM realiza em 2019. A previsão, segundo a Agência, é que mais dois aconteçam ainda neste ano, com outros dois tipos de minérios. “O certame é presencial e será realizado pela Caixa, que possui um contrato com a ANM de custódia dos bens, avaliação e leilão. Além do valor da arrematação, o arrematante precisa ainda pagar uma tarifa de 5% à Caixa e de 18% de ICMS”, declara a ANM.

O órgão informou ainda que os interessados terão das 10h às 15h do dia 5 de agosto deste ano para a visitação pública dos bens minerais, e das 10h às 15h do dia 6 de agosto de 2019 para o manuseio das peças. O leilão acontece das 10h às 16h, nas dependências da Agência Sé da Caixa Econômica Federal, em São Paulo, na Praça da Sé, 111 – 2º andar, Centro, mesmo local da exposição. Clique aqui para conferir o edital do leilão. As informações são da ANM.

Fonte: www.noticiasdemineracao.com