Você está aqui: Home » ABRAMP » Indústria extrativa mineral mantém saldo positivo de empregos

Indústria extrativa mineral mantém saldo positivo de empregos

Compartilhe no:

A indústria extrativa mineral no Brasil manteve o saldo positivo na criação de novos postos de trabalho em julho. De acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta sexta-feira (23) pela Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, o setor registrou a criação de 1.049 novos […]

A indústria extrativa mineral no Brasil manteve o saldo positivo na criação de novos postos de trabalho em julho. De acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta sexta-feira (23) pela Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, o setor registrou a criação de 1.049 novos postos de trabalho formais no mês. O setor extrativo mineral inclui a indústria petrolífera.

Segundo o Caged, em julho foram criados 3.880 novos postos formais de emprego no setor, enquanto foram registradas 2.831 demissões. O saldo de 1.049 novas vagas representa crescimento de 0,53% em relação aos novos empregos registrados em junho.

Ainda de acordo com o Caged, entre janeiro e julho deste ano a indústria extrativa mineral foi responsável pela criação de 24.407 novas vagas, com saldo de 4.253 empregos formais diante das 20.154 demissões registradas no período. Os dados representam aumento de 2,18%.

No acumulado dos últimos 12 meses, os dados do Caged também ficaram positivos. No período foram registradas 38.682 novas contratações formais na indústria extrativa mineral, contra 34.949 demissões ocorridas no setor. Os 3.733 novos postos de trabalho de saldo representam crescimento de 1,91%.

Quando considerados todos os setores, o Caged registrou a criação de 43.820 postos de trabalho com carteira assinada em julho. O saldo do mês foi resultado de 1.331.189 admissões contra 1.287.369 demissões. Entre janeiro e julho foram criados 461.441 novos empregos, aumento de 1,2% nas vagas formais do país. Levando-se em consideração o acumulado de 12 meses, o saldo é de 521.542 novos postos de trabalho com carteira assinada, o que representa aumento de 1,36%.

O resultado de julho foi impulsionado principalmente pela construção civil, que registrou saldo de 18.721 novas vagas formais, um crescimento de 0,92% sobre o mês anterior. Em seguida aparece o setor de serviços, com saldo de 8.948 novos postos, aumento de 0,05%.

Fonte: noticiasdemineracao.com.br