Você está aqui: Home » Notícias » Prisão do executivo chinês aumenta temores de comércio

Prisão do executivo chinês aumenta temores de comércio

Compartilhe no:

A prisão no final de semana de um alto executivo da gigante de telecomunicações chinesa Huawei complicou as negociações comerciais do presidente Trump com Pequim e provocou duros protestos do governo chinês.

Meng Wanzhou, diretor financeiro da empresa e filha de seu fundador,  foi preso no Canadá a pedido de Washington, que é visto como um alerta  contra a crescente influência da tecnologia chinesa. O Departamento de Justiça está investigando a empresa sob acusação de violar sanções  contra o Irã.
Reação: “Detentar alguém sem dar uma razão clara é uma violação óbvia  dos direitos humanos”, disse um porta-voz do Ministério das Relações  Exteriores da China, exigindo a libertação de Meng.
Efeitos colaterais: As notícias contribuíram para o efeito chicote dos  mercados globais na quinta-feira, mas as coisas parecem mais estáveis  ​​hoje.
Antecedentes: Os EUA consideram a Huawei uma ameaça à segurança há  anos, e outros países também expressam preocupação crescente.