Você está aqui: Home » ABRAMP » Cascar Brasil apresenta à Fiern projeto de ouro Borborema

Cascar Brasil apresenta à Fiern projeto de ouro Borborema

Compartilhe no:

empreendimento pode chegar a processar 4,2 milhões por ano, conforme licença de instalação, com geração de 390 empregos diretos dentro dos setores administrativos, de mineração e de beneficiamento.

O projeto foi apresentado por Richards e outros diretores da companhia em visita à sede da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte (Fiern), na quinta-feira (28).

“A empresa vem desenvolvendo pesquisas minerais desde 2010, quando adquiriu os direitos minerários na Fazenda São Francisco, para implantação de planta de beneficiamento de ouro com capacidade de processamento de 2 milhões de toneladas por ano (Mtpa). O Projeto Borborema consiste em três concessões de lavra, cobrindo uma área total de 29,07 km²”, disse a mineradora em nota.

Segundo a Cascar Brasil, em abril de 2019, o Idema concedeu à companhia, após cumprimento de todas as exigências cabíveis, a Licença de Instalação para a exploração de uma área de 490 hectares destinadas à implantação das instalações do Projeto Borborema para o desenvolvimento das atividades de extração e beneficiamento mineral para obtenção de ouro. A área já foi alvo de exploração de ouro, nas décadas de 1980-1990, pelas empresas Mineração Xapetuba e MGP Mineração e Agropecuário.

“A operação está condicionada à conclusão da fase de instalação da mina, que consiste na construção das estruturas, preparação dos acessos, dique, edificações e área de deposição de estéril/rejeito, bem como no atendimento das condicionantes ambientais”, afirma a empresa.

 

A comitiva da Cascar, formada pelo diretor operacional, Júlio Nery; pela diretora administrativa, Diana Uchoa; pela geóloga Jucieny Barros, responsável pelo Projeto Borborema; por Nirlando Viana, também geólogo; e pela arquiteta Marcela Godoy, foi recebida pelo Presidente do Sindiminerais/RN, Mário Tavares, representando o presidente da Fiern, Amaro Sales.

Participaram também da reunião o Superintendente Regional do Sesi-RN, Juliano Martins; o diretor regional do Senai-RN, Emerson Batista; a Superintendente Regional do IEL-RN, Angélica Teixeira; o superintendente de Relações Institucionais da Fiern, Hélder Maranhão; o gerente da Unidade Corporativa de Relações com o Mercado, Erick Couto; e o diretor do ISI-ER/CTGAS-ER, Rodrigo Mello. As informações são da Cascar Mineração.

Fonte: www.noticiasdemineracao.com